O Evangelho

(Mc 10.45; At 4.8-12; Rm 1.16-17; 3.21-26; 1Co 1.18-25; 15.3-8; Gl 6.14; Cl 2.13-15; 1Tm 1.15; 2.5-6)

Jesus Cristo é o Evangelho. As boas novas foram reveladas em seu nascimento, vida, morte, ressurreição e ascensão. A crucificação de Cristo é o centro do Evangelho, sua ressurreição é o poder do Evangelho e sua ascensão é a glória do Evangelho. A morte de Cristo foi um sacrifício substitutivo e propiciatório oferecido a Deus pelos nossos pecados. Ela satisfaz as exigências da santa justiça de Deus e apazigua a sua ira santa. Ela também demonstra seu amor misterioso e sua graça maravilhosa. Jesus Cristo é o único mediador entre Deus e o ser humano. Não existe outro nome pelo qual importa que sejamos salvos. No centro de toda doutrina sadia está a cruz de Jesus Cristo e o privilégio infinito que pecadores redimidos tem de glorificar a Deus pelos méritos de Jesus. Portanto, desejamos que tudo que ocorre em nossos corações, em nossas igrejas e em nossos ministérios aponte para a cruz e proceda da cruz.