A Consumação

(Dn 12.2; Mc 13.26-27; Jo 5.28-29; At 1.11; 1Co 15.35-58; Rm 8.18-25; 1Ts 4.13-18; Ap 20.7-15; 21.1 – 22.21)

A Consumação de todas as coisas inclui o retorno visível, pessoal e glorioso de Jesus Cristo, a ressurreição dos mortos e o translado de todos os vivos em Cristo, o julgamento dos justos e dos ímpios, bem como o cumprimento do Reino de Cristo nos novos céus e na nova terra. Na Consumação, Satanás com todas as suas hostes e todos os que estão fora de Cristo serão finalmente separados da presença benevolente de Deus e enfrentarão o castigo eterno; porém, os justos, em corpos glorificados, viverão e reinarão com Deus para todo sempre. Nas bodas do Cordeiro, a noiva de Cristo – a Igreja – estará na presença de Deus para sempre, servindo-o e dando-lhe louvor e glória sem fim. Então a ansiosa expectativa da criação se cumprirá e toda terra proclamará a glória do Deus que faz todas as coisas novas.