Santificação

(Mt 5.13-16; 24.13; Rm 8.5-17; 12.1-2; 2Co 5.10; Gl 5.16-26; Ef 4.20-24; Cl 3.5-14; 1Tm 4.7,8; Hb 10.35-39; 12.14; 1Jo 1.5 – 2.2; Jd 24-25)

O Espírito Santo é o agente ativo em nossa santificação e procura produzir em nós seu fruto mediante a renovação das nossas mentes e a nossa conformidade crescente à imagem de Cristo. Apesar da presença residual do pecado, o Espírito nos conduz em crescimento no conhecimento do Senhor, resultando em crescente obediência aos seus mandamentos para que outros neste mundo vejam em nós as nossas boas obras e glorifiquem ao nosso Pai celestial. Todos os crentes devem perseverar na fé cientes de que prestarão contas a Deus por cada pensamento, palavra e ação. As disciplinas espirituais – especialmente a leitura bíblica, a oração, a adoração e a comunhão – são um instrumento vital da graça de Deus para esse fim. Todavia, a esperança final de todo crente para perseverar na fé reside na promessa segura de Deus em preservar o seu povo até o fim.